não sei que título dar a isto (março, abril)

2 mar, coliseu
red bull music culture clash

IMG_20180302_212910.jpg

eventful. fui por claque à capicua e à sua guerrilha cor-de-rosa mas sou das que acha que a crew do richie deu mais festa. no fim ganharam os paus e pedras, que deram as melhores dicas à crew falhada do rui pregal da cunha, que no fundo era o mais importante da noite.

3 mar, musicbox
oioaiIMG_20180303_225121

tantos feels. a minha banda favorita do verão de 2007 voltou aos discos. eu já tinha falado deles por aqui, quando regressaram aos concertos, no mêda+ de 2016, mas desta vez foi ainda mais especial! musicbox cheio, malta a cantar as novas e muitos sorrisos no palco. fui em serviço e o report está aqui.

14 mar, coliseu
as canções de leonard cohenIMG_20180314_235745.jpg

mais uma voltinha, que isto de ver o sami a dançar a lover lover lover não é oportunidade que se deixe passar. estou a brincar, também vale a pena a avalanche do mazgani, a partizan da márcia, a chelsea hotel do david fonseca, enfim, vocês percebem. foi projecto bem feito e, volto a dizê-lo, a banda de apoio steals the show.

16 mar, zdb
tipo

received_10215106170758597
storytime! o meu telemóvel caiu retrete abaixo (podem rir) por isso andei com um de improviso que ligava a lanterna sempre que eu abria a camera mas só me apercebi disso a meio deste concerto… a raquel ao ver a minha figura decidiu tirar esta fotografia com o seu telemóvel funcional e enviar-ma. por isso aqui está. obrigada, raquel.

o moço dos charlie brown lançou um disco a solo bem giro e foi apresentã-lo à zdb rodeado de família e amigos. valeu a pena pelas canções e pela banda que o acompanha (surpresa, surpresa: são os charlie brown!).

22 mar, altice arena
bob dylan

a minha mãe passou o pré-natal a chatear-me para lhe dizer o que queria receber. eu dizia sempre um bilhete para o dylan. ela recusou sempre. na véspera do concerto, quando soube que ia, liguei-lhe e ficou assim meio indignada. como quem diz, então mas eu passo a juventude a venerar o rapaz e agora vai a minha filha ver o concerto? ya mãe, mas deixa, este dylan já não é o teu dylan. não deixa de dar um concertaço e de ter canções maravilhosas, tho. tendo em conta que houve to make you feel my love e don’t think twice it’s alright, nunca me irei queixar. fui a fingir que sou pro, por isso a tentativa de o ser está aqui.

29 mar, campo pequeno
benjamin clementine

vi o primeiro concerto dele na tuga, em 2015, no sbsr. entretanto já cá veio tocar uma dúzia de vezes, e eu só o revi agora. mas fez-me bem a pausa, porque toda a teatralidade aumentada deste menino está maravilhosa, e o amor que o público de cá lhe tem transborda tanto que é impossível ficar indiferente. noite das bonitas, report habitual aqui.

4, 5,6 abr
MIL

mais um ano, mais umas voltinhas no cais do sodré a pensar e ouvir nova música. a conversa sobre jornalismo foi inútil, porque foi centrada na ideia de que os millenials não gostam de ler e coitadinhos dos jornaleiros que já não servem para descobrir música e estão a navegar na maionese. pena basicamente só se ter falado sobre coisas impressas porque o exemplo da antena 3 estava bem representado no painel e não teve muito espaço para opinar. a conversa sobre salas de concertos já foi muito mais interessante e levantou questões bem relevantes. de resto, dos concertos, alek rein maravilha, júlio resende idem, moullinex festança da boa, best youth muito fofos e boogarins excelentes. é o que me lembro.

10, 11 abr, tivoli
desconcerto

fui com zero expectativas, saí de cada uma das noites com dores na cara de tanto rir. especialmente da primeira, que na segunda o factor surpresa de alguns dos momentos já não teve aquele impacto, mas gostei muito do conceito. a melhor parte é ver-se a luísa sobral e o miguel araújo a desenrascar letras em real time, ou juntos ou “um contra o outro”, tendo a mesma informação que nós, e ver como a interpretam de formas diferentes. foi show.

12 abr, tivoli
joão só + joana almeirante, miguel araújo, benjamim, rui veloso, lucia moniz, andré sardet, nuno rafael

outro show. só a lista de convidados já fazia esperar festão, e está bem que foi longo e está bem que não sou a maior fã do baladeirismo lamechas do moço maaaas, gostei do concerto. especialmente do momento mendes e joão só, claro.

13 abr, capitólio
paus

o som do capitólio é uma maravilha, mesmo com a sala meio cheia. os paus são um tesourinho e este madeira é um disco que merece todo o amor. naquela noite houve muito, do palco para o público e vice versa, e foi tudo muito bonito. a apreciação menos sentimental está aqui.

22 abr, capitólio
miguel araújo

visão fest ou o que é. foi bom, porque foi miguel jorge voz e guitarra e porque teve ventura e lurdes e sangemil e romaria e josé. foi também da maneira que soube que a dona laura do dia de folga é a mesma dona laura do crónicas e fiquei de coração cheio.

23 abr, campo pequeno
arcade fire2018-04-24 01.00.09 1.jpg

nunca os tinha visto. adorei. preciso de dizer mais? tomem lá o texto seriozinho, então: está aqui.

25 abr, tivoli
via, quatro e meia + joão só + antónio zambujo

a banda mais lamechas de portugal inteiro foi tocar ao tivoli e eu continuo a achar piada à música mas a achar as letras muito fraquinhas (hint têm uma canção que se chama ‘minha mãe está sempre certa’ e outra que é ‘meu amigo que saudades de te ver’ dá para entender). mas contudo no entanto porém: fiquei com a pontos nos is em loop na minha cabeça até hoje.

Advertisement

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s